Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mia Amaral Gomes

"El dolce far niente"

Mia Amaral Gomes

"El dolce far niente"

Dom | 03.02.19

01h40 SAUDADE

Mia

50868968_631917657237189_6210706556091105280_n.jpg

 

 

Há dois anos atrás eu fui acordada pela minha mãe, não me lembro se ela estava a gritar ou se estava sem palavras, a minha memória não me permite recordar esse momento, se não aquele em que os olhos dela fixam os meus e me pedem socorro "o meu pai morreu" foram as palavras dela. 

Eu não sei o que aconteceu, eu só sei que nesse momento eu estava tão chocada com uma notícia absurda que me sentei na cama e comecei a fazer chamadas. Enquanto isso vesti-me eu precisava de avisar a minha avó. Não sei se também a minha querida avó estava à espera disto, mas a verdade é que nada me faria levantar da cama tão cedo para ir a casa dela com a tristeza colada na minha cara. 

Acho que aí foi a primeira vez nesse curto espaço de tempo em que senti que perdera a minha pessoa preferida de sempre! Percebi isso quando os olhos da minha avó olharam para os meus e eu vi a tristeza de perder a única pessoa que conhecemos, a única pessoa que amámos. 

Foi o momento mais dificil da minha vida, eu senti que o meu coração ia parar de bater a qualquer momento, porque é humanamente impossível suportar a dor da perda. A perda de alguém que amamos tanto, que nos ensinou tanta coisa, que nos é tanto. 

Às vezes eu não sei, se estou ainda no fundo do mar ou se já vim à superfície e estou atrapalhada porque me esqueço de respirar. 

A verdade é que quem diz que o tempo cura tudo, não sabe que isso é mentira. Ele não cura nada. O tempo apenas me faz aceitar o triste facto. Nada neste mundo pode curar a minha ferida, nada! 

Porque um avô como tu foi a maior benção da minha vida e quem me dera ter vivido mais tempo contigo, quem me dera ter passeado mais contigo. 

Dava vinte anos da minha vida para poder olhar para ti mais uma vez e dizer o quanto gosto de ti, porque eu ainda gosto de ti e vou gostar para sempre. 

Eu sei, que um dia vai ser mais fácil lembrar-me de ti sem que isso me parta o coração. Mas por agora ainda não consigo. 

Se eu pudesse ter lido o futuro... eu só te ia agradecer todos os bons momentos que me deste e abraçar-te, num abraço que nunca mais ia ter fim. 

Tenho saudades tuas, mas saudades é uma coisa que se sente para sempre.