Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mia Amaral Gomes

"El dolce far niente"

Mia Amaral Gomes

"El dolce far niente"

Ter | 04.02.20

1095 dias

Mia

IMG_1900.jpg

'Vô, não sei se sabes mas eu ainda falo de ti, não sei se sabes mas eu ainda abro a porta de casa da avó à espera de te encontrar sentado na cabeceira da mesa, não sei se sabes mas eu ainda sonho contigo. 

Já se passaram 3 anos, 1095 dias que em que eu tive que suportar nos meus ombros o peso da tua partida. E tu não imaginas o quanto a tua ausência modificou o meu íntimo. 

De há 3 anos para cá eu choro porque se fala de ti, eu choro quando estou sozinha e penso em ti, eu choro quando percebo nos meus momentos de lucidez que tu nunca mais vais olhar nos meus olhos. E se tu soubesses o quanto isso me custa... Acho que choravas também.

Sempre me disseram que Deus não nos dá nada que não consigamos suportar, mas tu teres morrido e teres-me deixado aqui com a saudade, eu considero que é demasiado. Eu sou muito nova para ter a certeza que tu não vais ver os meus filhos, que não lhes vais tocar, sou muito nova para carregar esta saudade imensa, e tu sabes avô... Saudade é uma palavra que só existe em português. Eu sou muito nova para tudo o que veio depois de ti.

Já se passaram 3 anos e no meu coração tudo continua igual como no dia em que olhei para a mulher que mais te amou na vida e vi nos seus olhos o desespero. Se eu pudesse garantir uma coisa na vida eu pedia a quem de direito que me desse a oportunidade de te ver, de dançar contigo, de te dar um beijo, de te abraçar, de te dizer o quanto eu ainda te amo. E acredita, que se me pedissem 20 anos de vida para te ver voltar, eu dava os 26, porque desde que tu te foste embora que eu perdi mais do que ganhei e sei que jamais vou voltar a ser quem eu era depois de ti. 

Onde quer que estejas, espero que estejas feliz comigo, com os manos, com a nossa família, espero que saibas que nunca nenhum de nós se esquece da tua cara, nem da tua voz, nem do teu cheiro. Nenhum de nós se esquece porque tu foste o maior amor da nossa vida e embora não estejas mais aqui para te dizermos isso, eu espero que nessa morada onde habitas agora que tu consigas ver todas as nossas batalhas e que isso te encha o peito de orgulho. 

Amo-te muito 'vô como sempre te amei e nunca te disse.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.